BrigasCasaisFilhos
BrigasCasaisFilhos

Descreva sua imagem.

press to zoom
Terapia Familiar
Terapia Familiar

press to zoom

press to zoom
BrigasCasaisFilhos
BrigasCasaisFilhos

Descreva sua imagem.

press to zoom
1/3

Quando devo procurar um Psicólogo?

As dificuldades, problemas ou necessidades que fazem com que uma pessoa procure a ajuda de um profissional são as mais diversas possíveis. A grande maioria busca um alívio para suas tensões e sofrimento, pois identificam em si mesmas a necessidade de buscar ajuda. Porém não existe uma regra padrão para a busca de uma ajuda profissional. Muitas pessoas também procuram o Psicólogo por uma necessidade de auto-conhecimento, por encaminhamento de um profissional de outra área da saúde para tratamento de uma situação específica como por exemplo a ansiedade, depressão, stress, etc, outros por estarem vivenciando um grau insustentável de sofrimento. Enfim são inúmeras as razões pelas quais uma pessoa pode ir em busca de um Psicólogo. O importante é ficar atento aos próprios sinais. O trabalho terapêutico pode ser muito eficaz nas pessoas que estão disponíveis ao tratamento.

 

Psicólogos são profissionais que cuidam somente de pessoas loucas?

 

Infelizmente, este é um pensamento muito comum e presente nas pessoas ainda nos dias atuais. Esse estigma sobre o Psicólogo impede muitas pessoas de buscar uma ajuda profissional pelo receio de serem rotuladas e vistas como loucas. Felizmente aos poucos a Psicologia vai sendo compreendida e esses rótulos se extinguindo. Isso possibilita ao trabalho terapêutico a inserção em outras áreas diferentes da loucura, ou seja, a psicoterapia pode estar a serviço de indivíduos gravemente comprometidos, mas também destina-se a pessoas que acreditam precisar de ajuda e que estão dispostas a iniciar um tratamento, sem a necessidade prévia de um diagnóstico.

 

Se posso conversar com amigos por que devo procurar um Psicólogo?

 

Os amigos exercem uma função muito importante em nossas vidas. Muitas vezes precisamos conversar, desabafar e para tanto é preciso termos alguém que nos ouça e que esteja ao nosso lado nos momentos de adversidades. Porém, o Psicólogo possui uma escuta diferenciada com base em um referencial teórico e clínico que o possibilita identificar aspectos menos conhecidos pelo paciente. Além disso, o profissional faz uso de técnicas terapêuticas com o intuito de desenvolver o trabalho e com isso amenizar o sofrimento do paciente.

 

O Psicólogo dá conselhos e me induz a tomar decisões?

 

Não cabe ao Psicólogo tomar decisões ou aconselhar o paciente. Mesmo porque o profissional não sabe mais sobre a vida de seu paciente do que ele próprio. O Psicólogo, ao longo do trabalho identifica, interpreta e constrói juntamente com seu paciente novas compreensões e possibilidades a respeito do que é vivenciado por este. O paciente fica sempre com a liberdade de tomar decisões, não estando presente no profissional o critério de julgamento, aconselhamento ou indução.

 

O Psicólogo pode contar meus problemas para outras pessoas?

 

O Psicólogo está amparado por um Código de Ética onde uma das clausulas é o sigilo. As informações trazidas pelos pacientes são protegidas e o profissional não pode expor o paciente. No caso de atendimento a crianças e adolescentes o sigilo se mantêm. Nesses casos, na necessidade de partilhar determinadas questões com os pais / responsáveis o profissional deve discutir previamente com a criança ou adolescente para posteriormente comunicar aos pais / responsáveis. Ainda assim o profissional deve partilhar o menor conteúdo possível, dedicando-se desta forma a levar aos pais / responsáveis somente um esboço do conteúdo e não as falas do paciente.

 

O Psicólogo pode receitar remédios?

 

Não. O Psicólogo não está habilitado e autorizado a receitar nenhum tipo de remédio. Caso o profissional identifique a necessidade de incluir medicamentos ao tratamento este deverá encaminhar o paciente a um Médico Psiquiatra ou outro especialista que julgar necessário.

 

Como descobrir se o Psicólogo é um profissional idôneo?

 

Segundo o site do CRP (Conselho Regional de Psicologia) todo Psicólogo necessita cumprir exigências legais para exercer a profissão. Uma delas é estar devidamente inscrito no CRP. O site em questão oferece informações úteis e permite a consulta da situação do Psicólogo junto ao Conselho, através do número de registro ou nome do profissional.